desenho de coração - Nutrigenes

Veja a polêmica do uso das estatinas para tratar colesterol

Os protocolos médicos tradicionais prescrevem medicamentos com “estatinas” no combate ao colesterol. Estatísticas mostram que 50 milhões de comprimidos com a droga são consumidos no mundo, por dia. Porém, novas diretrizes baseadas em muita pesquisa, defendem as estatinas como prejudiciais à saúde.

“A estatina, usualmente receitada para a redução do colesterol, pode, ao contrário, estimular a insuficiência cardíaca”. É o que afirmou para mim, o cardiologista mundialmente conhecido, Dr. Stephen Sinatra.

Tive a chance de entrevistar Dr. Stephen Sinatra, em Tampa, na Flórida (Estados Unidos). Com o semblante de quem conhece profundamente o que está dizendo, ele explicou que as drogas estatinas diminuem um nutriente valioso chamado Coenzima Q10 (CoQ10). E acredite, isso não é nada bom.

“A Coenzima Q10 age como antioxidante e é uma perfeita estabilizadora da membrana, o que significa que ajuda a retardar o processo de envelhecimento. Além disso, a CoQ10 tem efeito bioenergético. Ela é muito importante para a energia das células. Por isso, a estatina utilizada por pacientes com insuficiência cardíaca, pode deixar o coração dessa pessoa ainda mais fraco”, disse.

Solução

Dr. Stephen Sinatra é o responsável pelo desenvolvimento da Solução de Sinatra. Uma fórmula que além da CoQ10 também associa L-Carnitina, Magnésio Dimalato e D-Ribose. Esse poderoso é somente conquistado por meio de dosagens rigorosamente detalhadas. A solução faz parte do método criado pelo norte-americano batizado de “Cardiologia Metabólica”.

Para ter acesso à entrevista que fiz com Stephen Sinatra nos Estados Unidos, clique AQUI e faça a sua inscrição.

No encontro, debatemos mais que papel das estatinas e os detalhes da Solução de Sinatra. Nós abordamos, por exemplo, a atuação dos principais nutrientes no organismo humano. Também discutimos como o colesterol não é o grande vilão para saúde apontado por muitos.

Assine nossa newsletter para receber dicas, informações, vídeos e entrevistas diretamente em seu email!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *