Mulher com a pele bem cuidada

Tipos de colágenos: entenda a diferença

Ultimamente tem se falado bastante em colágeno, percebeu? É como se as pessoas tivessem descoberto agora e tudo virou motivo para colágeno. Mas você sabe realmente para o que ele serve e qual a diferença entre os tipos de colágenos?

Em primeiro lugar, é preciso que você entenda que não existe somente um tipo. Existem diversos. O colágeno é uma proteína produzida naturalmente pelo nosso corpo, responsável por combater a flacidez da pele e deixá-la firme e com elasticidade. E não é só isso. Além da pele, ele protege demais tecidos e mantém a firmeza dos músculos, ligamentos e tendões.

Se o nosso corpo já produz colágeno, por que as pessoas estão procurando e utilizando mais? Talvez essa seja a sua dúvida. Acontece que, com o tempo, a produção de colágeno começa a diminuir, especialmente após os 30 anos. E aí é preciso recorrer a outros meios para repor. Quer conhecer um pouco mais sobre a proteína? Continue acompanhando o artigo a seguir e confira as diferenças entre os tipos de colágenos.

Entenda a diferença entre os tipos de colágenos

Mulher com a pele linda devido ao colágeno

Agora que você já sabe que não existe apenas um tipo, é hora de conhecer a diferença entre os tipos de colágeno. Cada um desempenha uma função específica para colaborar com o nosso corpo. Em geral, podemos listar alguns dos benefícios proporcionados pela proteína:

– Previne o surgimento de estrias;

– Combate a flacidez e promove melhor elasticidade para a pele;

– Ameniza o aparecimento de rugas e linhas de expressão;

– Fortalece as unhas e os cabelos;

– Ajuda manter os músculos, tendões e ligamentos fortificados;

Esses são alguns dos principais benefícios que você encontrará sobre o produto. No entanto, cada tipo de colágeno apresenta suas finalidades próprias. Dentre as proteínas mais conhecidas, estão os chamados colágeno hidrolisado e colágeno tipo ll não desnaturado. Já ouviu falar sobre eles?

Colágeno hidrolisado, o preferido das mulheres

Mulher sorrindo com a pele linda

O colágeno hidrolisado ganha a preferência das mulheres, principalmente as com mais idade e que já passaram daquela idade em que a produção natural da proteína já é reduzida no nosso corpo.

O tipo hidrolisado tem origem animal. Por isso, é comumente encontrada em ossos e carnes de boi, ovos e afins. No entanto, para quem não consegue incluir a quantidade necessária diária de proteína nas refeições e dietas, o colágeno é vendido em forma de cápsulas.

Essas cápsulas são indicadas para mulheres acima dos 30, pois, como falamos anteriormente, a partir dos 25 a quantidade de produção começa a diminuir. É nesse momento que as rugas ousam aparecer.

Não se trata apenas de cuidar das linhas de expressão. O uso do colágeno hidrolisado previne, sobretudo, o surgimento de úlceras, osteoporose, fortifica as unhas, os cabelos e mais uma série de benefícios que o faz valer totalmente a pena.

E quanto ao colágeno tipo ll não-desnaturado?

Moça usando colágeno

E esse colágeno, você já conhece? Ele também possui origem animal e é retirado normalmente da cartilagem do frango, sem sofrer nenhuma alteração molecular. O tipo ll é ideal para tratar de problemas relacionados às articulações, como trombose, osteoporose, artrite e afins.

A diferença entre os tipos de colágenos está na maneira como são fabricados e no modo de ingestão. O tipo ll, por exemplo, é fabricado em temperaturas mais baixas e a quantidade de consumo geralmente é um pouco menor. A proteína é recomendada, na maioria dos casos, para mulheres a partir dos 50 anos, pois é mais ou menos nessa faixa etária em que essas implicações com as articulações começam a se manifestar.

Você acabou de conferir dois tipos de colágenos e entender as distinções e indicações de cada um deles. Deu para notar quão benéficas são as proteínas, não é? Talvez seja por isso que elas estão sendo tão comentadas. Se quiser saber mais e conhecer outros suplementos, visite o nosso site agora mesmo: https://www.nutrigenes.com.br/

Assine nossa newsletter para receber dicas, informações, vídeos e entrevistas diretamente em seu email!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *