Reinfecção por covid-19: Megaestudo revela dados animadores!

Um megaestudo realizado no Reino Unido e publicado pela revista científica The Lancet traz detalhes importantes para a gente entender a reinfecção por covid-19. E o melhor: as informações são otimistas.

O estudo (leia ele na íntegra) teve 25.661 participantes da área da saúde, sendo que 17.383 (67,7%) não haviam sido infectados pelo coronavírus e 8.278 (32,3%) já haviam testado positivo para a doença e se recuperaram.

De acordo com a pesquisa, publicada em 17 de abril, a infecção pelo coronavírus protege a maioria dos indivíduos contra a reinfecção por covid-19 por uma média de 7 meses. Além disso, Indivíduos que já testaram positivo para a covid-19 uma vez apresentam risco 84% menor se contaminarem novamente. E as notícias animadoras não param por aí.

Ainda conforme o megaestudo, é possível estimar que somente 7,6 pessoas já contaminadas voltam a testar positivo para covid-19 em um grupo de 100 mil pessoas.

Das 155 pessoas que tiveram reinfecções constatadas no estudo, 50 (32,3%) tiveram sintomas clássicos da covid; 28 (18,1%) apresentaram outros sintomas; 76 (49,0%) não tiveram sintomas e 1 (0,6%) não foi possível relatar.

Perfil do estudo sobre reinfecção por covid-19

Dos participantes nesse megaestudo, 21.617 são mulheres, 4.010 homens e 34 afirmaram ter outros gêneros. A idade deles variou entre 18 e 84 anos.

Além disso, os participantes são profissionais da área da saúde como assistentes de enfermagem, médicos, cientistas da saúde, farmacêuticos, entre outros.

A publicação tem autoria de PHDs e cientistas renomados. São eles: Victoria Jane Hall, Sarah Foulkes, Andre Charlett, Ana Atti, Edward JM Monk, e Ruth Simmons.

Fotos: Ilustrativas/Pixabay

 

Assine nossa newsletter para receber dicas, informações, vídeos e entrevistas diretamente em seu email!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.