Ômega 3 para crianças: conheça os benefícios!

Se você possui crianças em casa, com certeza está passando por um dos grandes desafios em todo seu processo de educação: o estudo à distância. Isso porque com a necessidade do isolamento social, todas as escolas do país restringiram a presença no espaço físico.

Essa situação é tratada como um desafio, pois alguns dos problemas relacionados com a adequação do ensino dentro de casa são a falta de concentração e de interesse dos pequenos pelas disciplinas. Afinal, o lar é visto como um ambiente de descanso e, para as crianças, deixar essa ideia de lado não é tão fácil.

Assim, muitos pais buscam por dicas de como aumentar o interesse das crianças pelos estudos. Hoje, além de ser necessário separar um ambiente adequado para eles estudarem, garantir uma alimentação rica com ingredientes que estimulam o funcionamento do cérebro é essencial.

Por isso, o assunto de hoje é sobre o ômega 3 para crianças, que já foi comprovado por vários estudos com um aliado para fortalecer os neurônios. Saiba mais sobre essa gordura saudável presente em vários alimentos e ainda qual a forma ideal de inseri-la nas refeições dos pequenos.

Como esse lipídio age no cérebro?

 

Sendo benéfico para o organismo, o ômega 3 é denominado como um lipídio da classe das gorduras poli-insaturadas e pode ser usado como uma solução para prevenir doenças crônicas, hoje em dia muitos pacientes fazem tratamentos para melhorar sua saúde cerebral. Mas, como esse lipídio age no cérebro?

Diversos estudos já apontaram os benefícios do ômega 3 para crianças, comprovando que pela sua composição – contendo moléculas como o ácido Eicosapentaenoico (EPA) e o ácido docosahexaenoico (DHA) – é possível haver transmissões de informações entre as membranas das células, assim, fortalece os neurônios. E tem mais:

A sua síntese, ainda segundo os estudos, promove o surgimento de novas células cerebrais. Por isso, o lipídio constrói e mantém as células, ou seja, a estrutura do cérebro é fortalecida, favorecendo a capacidade mental para a pessoa realizar suas tarefas diárias com mais assertividade.

Como inserir o ômega 3 na alimentação das crianças?

 

A gordura saudável, como é conhecido o ômega 3, é identificada em peixes de águas geladas e profundas, como a sardinha, pescada, salmão e atum. Como a carne dessas espécies possuem sabores delicados, a tarefa de adequar a alimentação das crianças para incluir seus nutrientes se torna mais fácil.

Além disso, essa gordura também é encontrada em fontes com procedência vegetal, como semente e óleo de linhaça, chia, nozes e castanhas. Hoje em dia também é possível encontrar diversos produtos em supermercados e lojas especializadas que levam o lipídio na sua composição.

Entre esses itens estão margarinas, sucos e diversos tipos de iogurtes. No entanto, é válido salientar que a dieta das crianças deve ser variada, ou seja, com vários tipos de proteínas, legumes, frutas e verduras, então conte com ingredientes ricos em ômega 3 somente para ampliar as opções de gordura saudável do cardápio.

Portanto, para agregar o ômega 3 nas refeições dos pequenos, comece unindo essa gordura com outros ingredientes que possuem riqueza de vitaminas e minerais, assim, você garantirá uma dieta balanceada e nutritiva, na qual ajudará o desenvolvimento físico e mental das crianças de forma constante.

Conheça também as dicas para cuidar da saúde do cérebro com ômega 3!

Ômega 3: uma forma de tratar o TDAH

Atualmente, para tratar o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), muitos médicos têm indicado utilizar medicamentos que estimulam o neurotransmissor Serotonina, como a Ritalina. Entretanto, de acordo com pesquisas, seu uso pode promover efeitos colaterais muito sérios.

Dessa forma, muitos pesquisadores começaram a buscar uma alternativa para tratar essa doença, até que comprovaram resultados positivos em diversas formas de melhorias dos pacientes. Assim, conclui-se que há comprovações científicas de que o ômega 3 para crianças com TDAH é capaz de oferecer efeitos positivos, saiba mais sobre o assunto no nosso post.

Se este conteúdo foi interessante para você, compartilhe nas suas redes sociais para que outras pessoas conheçam o assunto. Além disso, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber dicas, informações e muito mais diretamente no seu e-mail! O cadastro pode ser feito logo no final da página.

Nos vemos no próximo post!

Assine nossa newsletter para receber dicas, informações, vídeos e entrevistas diretamente em seu email!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *