Óleo de coco é um dos melhores para cozinhar; entenda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Há sempre muita polêmica quando o assunto é qual o melhor tipo de óleo para cozinhar. Durante visita aos Estados unidos, eu fiz essa pergunta a Joseph Mercola, responsável por um dos principais sites do mundo sobre medicina natural e preventiva. Mercola explicou que não é muito presente na cozinha. Mas, que a sua orientação no preparo de alimentos é que as pessoas optem pelo óleo de coco.

“Eu não cozinho muito. É raro eu cozinhar. Eu venho fazendo experiências de panquecas cetogênicas, usando farinha de coco e coisas assim, mas eu fico de 3 a 6 meses sem cozinhar. Mas se eu cozinhasse mais, usaria óleo de coco. Algumas pessoas não gostam do sabor, mas é uma questão de adaptação”, diz ele, que assina pelo menos 15 livros (muitos deles best-sellers).

Mercola ainda disse que o óleo de abacate pode ser uma boa alternativa. Entretanto, faz uma ressalva com relação ao óleo de linhaça:

“Veja, não falei muito dos óleos de linhaça. Os ômega 3 da linhaça são tão perecíveis quando expostos à luz e ao ar que eles oxidam e ficam danificados”, argumenta.

Assista ao vídeo com trecho da entrevista que fiz com Dr. Mercola na casa dele, em Daytona Beach, na Flórida, Estados unidos.

Veja alguns motivos para investir no óleo de coco

Ácidos graxos medicinais

O óleo de coco é uma das fontes mais ricas de gordura saturada, contando com quase 90% de ácidos graxos. De acordo com os estudos, essas gorduras saturadas são benéficas para o organismo, apresentando efeitos terapêuticos sobre distúrbios cerebrais como epilepsia e Alzheimer, por exemplo..

Ajuda no emagrecimento

Os Triglicerídeos de Cadeia Média (TCMs) do óleo de coco são aliados na queima de calorias e, consequentemente, colaboram para a perda de peso. Além disso, a metabolização dos ácidos graxos do óleo de coco, auxilia para aumentar a sensação de saciedade

Age contra bactéria, vírus e fungos

Quase 50% dos ácidos graxos do óleo são de ácido láurico que, quando digerido, forma uma substância chamada monolaurina. Essas propriedades são capazes de eliminar agentes patogênicos nocivos como bactérias, vírus e fungos.

Bom para o coração

As gorduras saturadas no óleo de coco ajudam a elevar o chamado bom colesterol (HDL) e a reduzir o mau colesterol (HDL) e fazem bem para a saúde cardíaca.

Bom para o cérebro

Pesquisas demonstraram que os ácidos graxos do óleo de coco podem aumentar os níveis sanguíneos das cetonas, que asseguram energia para as células cerebrais. Resultado? Previne contra doenças degenerativas como Alzheimer.

Clique aqui e conheça o óleo de coco extravirgem da NutriGenes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nutrigenes

Atendimento

44 3031-3515

De Segunda a Sexta
das 9h às 12h
das 13h às 17h

[email protected]
[email protected]
WhatsApp: (44) 99807-2812

Siga nas redes sociais

Av. Humaitá, 452, Sala 101
Maringá - Paraná | CEP 87014-200
CNPJ: 20.409.456/0001-17